Nuno Antunes
Fotografia

O gosto pela contemplação, a fixação do olho na cor, no movimento e na obra de arte levaram a uma natural incursão de Nuno Antunes pela área das Artes e Design. E porque há acidentes de percurso felizes, ter sido assistente de fotógrafo despertou a vocação.

Além dos conhecimentos técnicos, o mundo das artes é também constituído por paixão, sensibilidade e criatividade, elementos naturalmente transmitidos por um mestre. Luís Filipe Oliveira foi quem potenciou as capacidades e ajudou a desenvolver o que Nuno Antunes tinha aprendido no Instituto Português de Fotografia.

 

Ao longo dos anos tem participado em diversas publicações, muitas delas dedicadas a Sintra, e em diversos projectos de temas muito variados. Um dos mais acarinhados foi “Prisões, Espaços Habitados”, em que entrou nas prisões portuguesas para fotografar o seu quotidiano e do qual resultaram uma exposição itinerante e um livro.

Observador atento de jogos de luz, cor e movimento, Nuno Antunes transfere para a fotografia as emoções dos acontecimentos, a magia dos lugares o melhor de cada produto. O resultado é um banco de imagens com cerca de 150 mil fotografias continuamente actualizado.

 

Na Revelamos

Quase tudo. É o elemento mais (híper) activo da equipa...
Relações Públicas com o exterior de presença inconfundível.
Fotógrafo e responsável pela área da Fotografia – linha editorial, banco de imagens, arquivo;
Na Produção desempenha o trabalho “pesado” – verdadeiro “handyman”, desenrasca qualquer coisa.
Desenvolvimento dos produtos “souvenirs” Revelamos na área da produção.

Em que mais gosta de trabalhar

Fotografar Natureza, Desporto, Arte, Património, Indústria e pessoas.

Outras coisas de que gosta muito

Ser pai; Música; Correr e andar de bicicleta (BTT); Cinema; Jardinagem; Artes Plásticas (Modernismo, Abstraccionismo; Arte Nova...); Banda Desenhada; Arquitectura; Design; motas; carros de (antigo) Leste; Star Wars; U2; chuva; vento; silencia; cheiro a terra molhada; jarros e papoilas; Mar, muito Mar e Magoito; praias com arribas; a Lua; uma boa churrascada de peixe com os amigos; o Benfica; pastéis de nata e queijadas de Sintra; Sintra.